'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

23 fevereiro, 2009

o teu corpo a minha casa

lina scheynius


.

.
se soubesses, amor, que quando me despes à noite não me deixas mais nua do que ando todos os dias, a todas as horas, desde que te conheci. que trago o coração destapado, indefeso, e que por isso corro atrás de ti na estação de comboios, nas ruas da cidade, na sala da casa. tu a fingires que foges de mim, o corpo a exagerar os gestos, quase em câmara lenta. e eu a rir. e nós a rirmo-nos. e os problemas todos de repente esquecidos, atirados para uma outra dimensão. como quando eu chego à cama, tu enrolado como um bebé, eu a deitar-me e tu a puxares-me para ti. a tua cabeça encostada à minha, os teus braços a prenderem-me, eu a medir a tua respiração e a desejar parar todos os relógios do mundo. se soubesses que o teu corpo é a minha casa e que me pergunto todos os dias por que te amo e que todos os dias encontro mil razões diferentes. que quando olho para os outros casais no metro, no comboio, no café, no centro comercial, no restaurante, em fotografias e em filmes sinto pena deles por não serem nem metade felizes do que aquilo que eu sou contigo.
se soubesses que a um gesto teu, um gesto apenas, era capaz de roubar todas as flores do mundo, invadir os oceanos, capturar todos os peixes, prender todos os pássaros e construir um jardim na tua varanda. só, juro, para te ver sorrir.

.

.

30 comentários:

Ana disse...

:D * tão bonito menina:)

"sinto pena deles por não serem nem metade felizes do que aquilo que eu sou contigo"

o peixe que queria ser um tira linhas disse...

"capturar todos os peixes"
"para construir um jardim
na tua varada"
onde escamas e esmeraldas
florescem em "corações destapados"
são tons de "respiração""lenta"
os "relógios do mundo"
"a dizer"
"o teu corpo
a minha casa"

andreia, obrigada por capturares todos os peixes*
beijos com escamas e saudades

Cristina Pais disse...

Parabéns pelo blog! Visitei e gostei! Tenho um desafio para si na meu blog... se puder passe por lá!
http://formadexpressao.blogspot.com/
Beijinhos!
Cristina Pais

Ti disse...

Lindíssimo, Andreia *

as velas ardem ate ao fim disse...

Eu sou uma sentimentalona.

E chorei ao ler a tua ultima frase.Linda!

um bjo

Frioleiras disse...

valha-nos a beleza....
a beleza das palavras!...............

CNS disse...

Tão bonito Andreia...

diana disse...

Divino.

S. disse...

acho sempre que não há palavras para um verdadeiro e sufocante amor...mas parece que não só as há, como tu as encontraste :)

Canelita disse...

tão bonito..tão teu menina!:)
Beijinhos

Eyes wide open disse...

É sempre tão bom voltar aqui e encontrar tamanha beleza...


*

as velas ardem ate ao fim disse...

bjos e boa semana

Andreia disse...

as velas ardem até ao fim, boa semana também para ti. beijinhos.

eyes wide open, é bom ver-te de volta de vez em quando. :)

canelita, obrigada borboleta. beijinhos.

s., :) prefiro antes verdadeiro e intenso. beijinhos e obrigada.

obrigada, diana.

Andreia disse...

cns, obrigada :) abraço.

frioleiras, e o amor. :)

ti, obrigada. beijinhos.

olá cristina. obrigada. não prometo continuar a corrente, mas obrigada pela lembrança :) beijinhos.

Andreia disse...

o peixe que queria ser um tira linhas, o que tu fizeste ficou tão mais bonito :) saudades de ler coisas tuas também. beijinhos.

obrigada ana. beijinho grande :)

Frioleiras disse...

o amor... claro Andreia........

sem ele, de que valeria viver?

dele e para ele
(nas diversas formas de amor..)

alice disse...

"o teu corpo é a minha casa" : lindo! beijinhos, andreia.

Luis disse...

o teu blog o meu refúgio

Andreia disse...

luis, :) obrigada

beijinhos grandes, alice!

frioleiras, sim, é ele que faz quase tudo valer a pena....

beijinhos a todos.

L. disse...

acabei de te descobrir e isso me foi tão bonito que eu nem preciso de mais nada pra hoje.

Andreia disse...

L., fico contente :) obrigada e beijinhos.

M. disse...

bonito.mesmo

A menininha disse...

Adorei o texto e o blog!!

beijos

ariana luna disse...

Sempre o amor. A decantar-nos a alma. A dissecar-nos os pensamentos que pensávamos resguardados do mundo.

Borrega disse...

Lindo...
Tenho saudades de quando eu era assim...
Saudades de casa, são cada vez mais mansinhas, ou parecem-me, mas tenho...

bj*

Susana Miguel disse...

sempre que aqui venho, volto a reler este texto. a forma como começa, as palavras se soubesses, amor causam-me uma sensação de embalo, de nudeza, de verdade. é sempre tão bom aqui chegar;)

beijinho.

Ju disse...

Huuuum... tão bom!

Beijo

... a cada instante ... disse...

Li várias vezes o teu texto e cada vez gosto mais dele... Parabéns!
Abraço

... a cada instante ... disse...

Li várias vezes o teu texto e cada vez gosto mais dele... Parabéns!
Abraço

Poppins disse...

É capaz de ser um dos textos mais bonitos que já li até hoje. Sinceramente. *

Arquivo do blogue