'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

01 junho, 2008

Verdade quinta

.
.
.
Contigo aprendi que um amor que começa entre flores está condenado a murchar rapidamente.
.
.
.

8 comentários:

Maria del Sol disse...

Espero que a primavera volte depressa ao teu coração. E que da próxima vez venha para ficar.

Beijinhos! :)

verdades_e_poesia disse...

Engraçada esta verdade quinta... E até pode ser mesmo assim!

luci disse...

verdades duras: tuas...

nossas?...


abraço grande

Por entre o luar disse...

:( uma verdade dura..:S:S infelizmente...

Beijinho e sorriso*

Andreia Ferreira disse...

por entre o luar: olha, há que aproveitar enquanto dura... :) Beijinho!

luci: sabes que sempre achei que cada pessoa tem as suas verdades. Mas também é verdade que se podem confundir em algum momento... Beijinho (grande também!)

verdades_e_poesia: 'engraçada' é uma maneira leve (e portanto muito bem vinda) de olhar para ela! :) ***

maria del sol: que fique mais tempo, sim! mas que também haja um bocadinho das outras estações pelo meio, senão acho que até da Primavera eu conseguia cansar-me... (Vou a Lisboa este mês!!! ;) ) beijinho.

Vanessa disse...

(e não é que me lembrei da bed of roses? lol!)

ia dizer que, pelo menos, aprendeste um amor que começa entre flores. e que também me apetecia um amor entre flores. nem que murchasse. e pronto. vou em silêncio e a suspirar ao mesmo tempo... :p

olha, há que aproveitar enquanto dura... :)

beijinhoooo*

CNS disse...

Mas tiveste as flores...

um beijo

Queen Frog disse...

e que "tudo seja eterno enquanto dure"!

beijinhos

Arquivo do blogue