'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

02 maio, 2008

.
.
.
.
.
.
.
.
.
[Ora, isto significa que não sou flor que se cheire...]

8 comentários:

Queen Frog disse...

Penso tb q nos é possível transformar quem (o que) amamos. E qd digo transformar, n digo mudar!

verdades_e_poesia disse...

Transformar em coisas mais bonitas, não é queen frog? Mas há tantos caminhos vedados ao que amas...

S. disse...

Lol, muito boa perspectiva esta!

Andreia Ferreira disse...

S.: eheheheh. Mas é um bocado assim, não é?... Beijinho

Verdades_e_poesia e queen frog: eu acho que ainda assim que ser flor que não se deve cheirar é o mais interessante :D ... Kisses

João Vasco disse...

Então sou mais do que o que julgava porque eu amo tanta coisa...
Bj

Andreia Ferreira disse...

João Vasco: Essa é uma perspectiva optimista :) Beijo

Vertigo disse...

eu também sou muita coisa :)

bom sinal? quiçá!!

Huckleberry Friend disse...

UI... o amador e a cousa amada... mas convém guardarmos um bocadinho de nós. É mais fácil, até, para quem nos ama. Beijos.

Arquivo do blogue