'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

29 maio, 2008

Carta sem sentido preciso

.
.


Não sei falar contigo. Ponto. Aliás, não sei falar com ninguém. (agora sim) Ponto final.
Mas contigo é pior. Basta saber que és tu do outro lado da linha para as palavras fugirem da garganta para um buraco fundo dentro de mim. Sobram-me os monossílabos, essencialmente o refúgio do riso. Deves achar que sou maluca. Não sei porque continuas a ligar-me se nunca te digo mais do que banalidades.
A verdade é que tenho tanto a contar-te. Hoje queria ter-te dito que a ilusão é um salto sem paraquedas para o chão da realidade. Que não devíamos ter querido o Verão. E queria ter-te dado a lista das palavras proibidas para não cortares o fio ténue que ainda nos une. Secreto é a primeira delas.
.
.

.

"Já te ensinei o amor,
agora há pouco a fazer.
A seguir veio o sono
e eu que tinha tanto,
tanto para te dizer"
.
[A Naifa]

8 comentários:

Por entre o luar disse...

Amei..:D como sempre:)

Beijinho e sorrisO*

ninguém disse...

gostei muito. :)

abraço

Vertigo disse...

(suspiro)

Como te compreendo.isto deve ser de família ;)

Um beijinho

verdades_e_poesia disse...

Posso-te ligar hoje à noite? Prometo ser breve nas palavras que profiro e atento a todas as que saem da tua boca (réstia de luz em mim)

-------

O teu texto desencadeou o meu... Beijos

Andreia Ferreira disse...

verdades_e_poesia: Mas olha que não saem muitas :) Beijinho.

Vertigo: eheheh. Ainda não comecei o meu estudo profundo sobre a nossa ligação à Ferreirinha, mas quero ver se o faço em breve :) Sim, Ferreira tem assim algo de pesado, não achas? :D Beijinho.

Ninguém e Por entre o Luar: Obrigada. Um beijinho grande aos dois.

Mateso disse...

"Secret is our garden.. " Think of it...!
Sensível.
Bjinho

Iveta disse...

ohh! nao sou so' eu...?!
;)
bjs

Andreia Ferreira disse...

iveta: :) parece que não! Beijinho

mateso: pronto... rendo-me ao jardim secreto... e confesso que comecei a gostar mais da palavra só de imaginar. :) Beijinho

Arquivo do blogue