'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

25 fevereiro, 2008

Amor no Douro - Desafio 12 palavras

Em resposta ao desafio da Mateso, do Blog Artmus, aqui ficam as minhas doze palavras de eleição,
e o texto que fiz com elas - duas delas estão no título!
Desafio agora todos quantos lerem o texto a prosseguirem a corrente :)



a porta fechada. a solitária mimosa colocada no copo velho ao seu lado para lhe prolongar a memória do dia. a cabeça encostada ao travesseiro e a carteza de estar viva. devia-a ao Douro. apaixonara-se duas vezes em 24 anos nas suas margens e isso bastava-lhe para não se sentir sozinha. Mesmo depois de o ter deixado partir no átrio da velha estação.
- vejo-te em Abril?
queria dizer-lhe que talvez não. sabia que nessa altura os caminhos seriam outros e já não haveria ele, a sua máquina fotográfica e o rio que amava a escassos metros, enquanto o comboio continuava a subir encosta acima.
- até lá, sim!
de luz apagada, janela aberta e reflexos das luzes exteriores no vidro do seu quarto, pensava se não teria sido esse o momento em que o tinha começado a amar. viajavam a uns 50 quilómetros por hora, mas ele abriu a última porta, puxou-a para si e ficaram a olhar o Douro em silêncio, com o vento suave a uni-los. sim, teria sido certamente aí. o cheiro das amendoeiras e das memórias confundia-se com o seu, agora ali tão perto.
- sabes por que se diz que o amor é cego? porque gostamos de alguém pelo seu cheiro.
e pelos olhos. azuis. queria responder-lhe ela. em vez disso olhava-o. como olhava agora a pequena mimosa que ele tinha colhido para si no topo de Penedo Durão, enquanto avistavam os socalcos espanhóis do outro lado do rio.
não, não o voltaria a ver em Abril. não que não conseguisse esperar até lá. guardaria religiosamente a pequena mimosa no copo velho do pequeno quarto e lembrar-se-ia do seu cheiro, das pequenas rugas em torno dos olhos e da sua máquina fotográfica.
- (a captá-la)
bastava fechar os olhos.
não, não seria isso. era a previsibilidade. sabia que em Abril já não haveria amendoeiras, fronteiras do outro lado do rio e a ingenuidade da primeira vez. muito menos o Douro. Abril seria o fim. preferiu ficar apenas com o cheiro do começo.
fechou então os olhos, à espera que a manhã chegasse.


Foto: My dear friend Ana J. Ribeiro :)

24 comentários:

Mateso disse...

Como gostei!
Obrigada.
Bj.

Por entre o luar disse...

Bem está fascinante, espectacular:) Um dom de jogar com as palavras de uma maneira tão perfeita:)

Adorei*

Beijinho grande grande e sorriso**

Tinta no Bolso disse...

já sei qual o (lindo) destino ;)

JFDourado disse...

Parabéns! Gostei muito deste texto.
:)

Quero mesmo fazer essa viagem pelo Douro. Por vezes as coisas que temos mais próximas, e que mais facilmente podemos realizar, são aquelas que vamos sucessivamente adiando.

Bj

Spectrum disse...

Texto óptimo para o desafio. Que venceste obviamente.
Um beijinho

CNS disse...

Doze vezes lindo.

um beijo

Beatriz disse...

nao deveria ser assim... nunca deveria ser assim... nunca, nunca.

desculpa, comovente demais...


abraço

beatriz

Andreia Ferreira disse...

Beatriz: Se calhar não! Mas também é por ser assim que se torna tão especial, tão bonito. Nada a desculpar querida. Beijinho!

CNS: Obrigada :) Beijinho.

Spectrum: Também a ti ;) Beijo.

JFDourado: Faz mesmo. É daquelas que valem a pena. Já fiz algumas. Acho-o cada vez mais bonito. A volta custa-me cada vez mais! Enfim, vais adorar :) Beijo!

Tinta no Bolso: eheheheh! ;) é mesmo lindo, não é?

Por entre o luar: Obrigada querida! Beijinho grande!

Mateso: :) Que bom! Obrigada eu pelo desafio!

Ah, e já sabem, se quiserem continuar, acho que faze muito bem :D Beijo

Canelita disse...

Simplesmente lindo, singelo!!!
Na nossa conversa a minha vontade de fazer esta viagem aumentou consideravelmente, mas ao ler esta perspectiva...sem dúvida que será uma viagem obrigatória!
Em cada palavra, sentimento...Adorei!
Beijinhos

Anónimo disse...

E eu sou dquele paraíso:)

nana disse...

porto de abrigo,

ponto de partida,

conto a que chegamos

passo a passo

na sua verdade,


as palavras




..

Vanessa disse...

acabei de fazer o mesmo no meu blog! :) quanto ao douro... ai ai! adoro as amendoeiras em flor!

beijinhoooo*

~pi disse...

o cheiro é essência de ser...

lindo texto.

de veludo, mas branco.



:)

un dress disse...

RAMO DE PALAVRAS...:)

L I N D O!






beijO

Maria del Sol disse...

É esse mesmo o Douro que te fascina com o espectáculo do nascer do sol e com muita razão. É lindíssimo. Vivam os blogs, que nos permitem fixar e reviver estes momentos! :)

Beijinhos

Eyes wide open disse...

E como nos marcam estas paixões que começam as pés do Douro... e que bonito pode ser o Douro também em Maio... :)


*

nils disse...

Já tinha lido, mas agora que me preparo para responder a semelhante desafio reparo que nos encontramos em duas palavras. Já tinha lido e gostado... mas meu rio é o Tejo. ;)

Vertigo disse...

adoro a tua escrita.adoro.

beijooooo

rosasiventos disse...

maravilhosos eCos que

me

viajam... :)

Huckleberry Friend disse...

Belo, Andreia. Coincidimos em AMOR e MANHÃ nas nossas escolhas (olha aqui e aqui). Beijinhos e boa semana.

Andreia Ferreira disse...

Huckleberry friend: E não estão estas duas intimamente relacionadas? :) Boa semana também para ti. Beijinho!

Rosaiventos: Vou embarcar noutra amanhã :)

Vertigo: Obrigadaaaaaaa!!! Beijinho grande!

Nils: Também é um belo rio! :)

Eyes Wide Open: E em Março... Acho que me apetece que ele seja bonito em Março :)

Maria del Sol: Sim, parece mágico ao nascer do sol! Beijinho

Un dress: Obrigada :) Beijo

~PJ: É mesmo. Cada vez me apercebo mais da importância que os odores têm na minha vida :) Obrigada! Beijinho

Vanessa: Somos duas :) ***

Nana: Ponto de partida, sim! **

Anónimo: És um sortudo! **

Canelita: Menina, não sei de que estás à espera para marcares a viagem :) É mesmo obrigatório!!! Beijinho grande!

Spectrum disse...

com fome dos teus escritos..de mais.
Beijo

Spectrum disse...

com fome dos teus escritos..de mais.
Beijo

Queen Frog disse...

"estação".
Sei que não faz parte da tua lista, mas permite-me dizer que gosto dela e da sua existência aqui no teu comovente texto.
estação...um local habitado por emoções:)

Arquivo do blogue