'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

04 julho, 2007

A cura?



A cidade está deserta
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte
Nas casas, nos carros,
Nas pontes, nas ruas...
Em todo o lado essa palavra repetida ao expoente da loucura
Ora amarga, ora doce
Para nos lembrar que o amor é uma doença
Quando nele julgamos ver a nossa cura.


Ornatos Violeta
Foto: Lilya Corneli

11 comentários:

K disse...

Se o amor é uma doença, que seja a causa de morte! :)

Vanessa disse...

Bem, eu nem vou dizer nada... :D

Sim, a cura! Esqueci-me de cantar isto ontem... Ehehehehe!

Beijinhos*

Beatriz disse...

hm... faz sentido. Bate certo com a sociedade que condena a doença, que fecha os olhos a tudo o que é moribundo e publicita saúde por todos os poros. Já não são preciso femininistas para gritar abaixo o amor. Já não é preciso sequer abrir a boca para o gritar.
Em simultaneo, há quem o venda como banha da cobra. Como se houvessem milagres em cada esquina... bah!

:)

CNS disse...

Curamos com o amor, aquilo que nele nos adoece...


( Já tinha saudades...)

Bjs

Andreia Ferreira disse...

K: Se é uma doença, prefiro então que seja daquelas que não matam ;)

Vanessa: Cantar isto? Sim, acho que esta música se enquadrava nas restantes... :D

Beatriz: Tens mesmo a idade que dizem que tens? Surpreendes-me sempre...

Cristina: Sim, também acho que, apesar de tudo, ele cura. (Obrigada!) :)

Beijinhos a todos!!

Mateso disse...

Vazia de gente...mas plena de "ti" (esse alguém)... , não será?
Um beijo

s. disse...

é só o nada a bater-nos à porta
e a mim importa-me que estejas a meu lado
enquanto o medo vai
dançando à nossa volta
é só uma imagem que sonhamos
doce imagem
nada que um dia apos o outro reproduza
mas meu amor estaremos sempre de passagem
esquece o que eles dizem sobre um grande amor
quem podia mais querer-te como que eu?
nada que acredite conseguir mostrar
pois é algo teu

manel cruz

Bruna Pereira disse...

"No amor há apenas um remédio: amar mais ainda."
Thoreau

Beijinho**

eyes shut disse...

acredito no bálsamo feito milagre que pode ser o amor..

Grey Moon Wolf disse...

Sou doente em fase terminal.

Senhora Borboleta disse...

Olá Andreia, obrigada pelos teus comentários. Sim, eu posso fazer mais pulseiras daquelas. Se quiseres manda-me um mail para sraborboleta@gmail.com

Para comprares como és de Gaia podemo-nos encontrar ou eu envio pelo correio.

Obrigada
cláudia

Arquivo do blogue