'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

15 outubro, 2008

Postais de viagem: sobre a aterragem do avião que te trouxe a casa

Virginia Galvez
.
.
.
.
tens um coração que bate descompassado no teu peito aberto por ele.
e não sabes o que fazer das flores que te nascem da boca,
nem das tuas mãos vazias quando ele não está.
.
.
[Foto: Virginia Galvez]
.
.
.

11 comentários:

S. disse...

é exactamente esse coração que se traz de Londres...louco e perdido para sempre :)

B. disse...

Gosti do teu blog, da ideia em si, das fotografias, dos textos! ;)
Volto mais vzs
;)
*
B

as velas ardem ate ao fim disse...

olha este texto é genial.lindo!

bjo

diana disse...

Adorei!!!

Está genial.

comboio turbulento disse...

Doce regaço este que acolhe estas maçãs de aspecto delicioso. Digamos que ficaria indeciso entre ser regaço ou maçã :)
A canção em off é soberba

Eyes wide open disse...

Just beautiful...


(e onde está a foto das galochas?)


;)


*

M. disse...

bonito bonito. o ácido das maçãs contrasta com um coração descompassado e aberto.

Susana Miguel disse...

que lindas estas palavrinhas (...)
um beijinho, andreia.

Andreia Ferreira disse...

susana, obrigada. :) beijinho para ti também.

m., é como se as maças preenchessem as mãos vazias. :) beijinho.

eyes wide open, fica para a próxima, quando Londres for igual a si própria e não estiver o calor que estava... :) kisses.

comboio turbulento, hmmmm... e se não tivesses de optar e pudesses ser as duas coisas? :)) beijinho.

diana, obrigada. beijinho.

velas ardem até ao fim, obrigada também! beijinho

b., obrigada e benvinda. :) beijinho.

s., ou mais louco e mais perdido. beijinho. :)

Vertigo disse...

Isto está lindoooo :)

Andreia Ferreira disse...

:) obrigada, menina! *

Arquivo do blogue