'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

20 outubro, 2008

A vida, como quem oferece um cacho de uvas

Katia Chasheva
.
.
.
"Se fosse possível, seria este o presente que gostaria de te oferecer. Arrancá-lo-ia como quem arranca um cacho de uvas. Diria: 'Toma. É a minha vida'.
Mas, infelizmente, não vês aquilo que vejo (este globo, cheio de figuras). Sentado à tua frente está um homem idoso, bastante pesado, cheio de cabelos brancos. Vês-me pegar no guardanapo e desdobrá-lo. Vês-me encher um copo de vinho. E, atrás de mim, vês uma porta por onde as pessoas vão passando. Mas, para te dar a minha vida, para que a possas entender, tenho de te contar uma história -, histórias de infância, histórias do tempo da escola, de amores, casamentos, mortes, e assim por diante."
.
.
.
[Virginia Woolf]
[Foto: Katia Chausheva]
.
.

5 comentários:

naturline disse...

Que lindo teu blog Adar com um texto maravilhoso. muito boas, mo' gostou muito, da mesma maneira que o blog, obrigado muito.

Ana disse...

:) bonito trecho este, e tão tão verdadeiro *

isabel mendes ferreira disse...

abraçoooooooooooooooooooooooooo!!!!!!!!!

Vanessa disse...

que coisa mai linda... *

as velas ardem ate ao fim disse...

Genial!

bjo

Arquivo do blogue