'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

03 setembro, 2008

Sobre a minha incapacidade de expressão

Hone

.
.

'é tudo aquilo que temos. momentos com aqueles que amamos. (...)
estendemos as mãos e, às vezes, contra todas as possibilidades,
contra toda a lógica, tocamo-nos'
.
.
[Anatomia de Grey]
.
.
.
.
talvez o amor não seja mais do que um certo silêncio.
os teus passos ao lado dos meus,
um fim de tarde num jardim do Porto,
confissões gravadas em troncos de árvores
e a certeza de que se da minha boca fechada há muito tempo
não ouves a palavra, posso ao menos desenhá-la nas tuas costas
enquanto me abraças e olhamos o rio em frente.
.
.
[Foto: Honey]
.
.

13 comentários:

CNS disse...

É nesse silêncio feito daquilo que não precisamos dizer, que nos tocamos. Mesmo com lógica. :)

um beijo

as velas ardem ate ao fim disse...

Tens aqui um espaço fantastico.

Não ha nada melhor que esse silencio acompanhado.

um bjo

Por entre o luar disse...

Palavras para quê? adoro sempre=)

Beijinhos e sorrisO*

Ana disse...

coisas simples:) nunca é preciso muito. *

Pedro Branco disse...

Silêncio? Hum... Penso que mesmo no silêncio são momentos onde todas as vozes nos soam a nós...

joão marinheiro disse...

O Oorto e o rio e os silêncios dos passos abafados nas pedras velhas e gastas.
Gosto das palavras aqui.
Foto preciosa.
Beijo em obras

Mateso disse...

Não é o silêncio a voz dos sentidos quando encostamos a cabeça no ombro desse alguém?
Bjs.

Moura Aveirense disse...

Também sou uma fã da Anatomia de Grey! Adoro aqueles segmentos de texto em "voz-off" no início e no fim dos episódios...

Queen Frog disse...

querida andreia,

se soubesses. tb eu tenho a imagem de um jardim assim no Porto...com o Rio gravado nos meus sentidos.


lindo!
beijinhos

Eyes wide open disse...

:) essas duas frases também andaram por aqui em background thinking na última semana... e foi impossível ficar indiferente à cena final em que a Izzie e o Danny se cruzam e (pres)sentem...

*

Andreia Ferreira disse...

eyes wide open, sim, muito bonita :) *

queen frog, sabes que às vezes tenho a certeza que só no Porto é que há rios assim. é por isso que por muito que se parta, tem sempre que se voltar... :) obrigada. beijinho.

moura aveirense, eu quase nunca vejo. apanhei um bom episódio na semana passada :) *

mateso, deve ser. mas as palavras de vez em quando também fazem falta. beijinho.

joão, obrigada. que as obras acabem depressa. beijinho.

pedro, talvez :) beijinho.

ana, porque o amor é simples :) *

por entre o luar, obrigada querida. beijinho.

as velas ardem até ao fim, obrigada :) abraço.

cns, sim :))) beijinho grande

SombrArredia disse...

...Apetece mesmo é estar c/ um caderninho de notas ao vermos a Anatomia de Grey :)

Andreia Ferreira disse...

SombrArredia, à falta de melhor, desenrasquei-me com o telemóvel... :))) *

Arquivo do blogue