'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

07 abril, 2008

O teu nome a velar-me os sonhos

graça loureiro

As palavras não ditas, Não gosto do teu sotaque lisboeta, mas amo-te, pesam-me como 100 anos no meu corpo. Não acredito em contos de fadas, mas sei que és uma estrela cadente que caiu na minha varanda numa noite de lua cheia.
Mas hoje lá fora está escuro, amor, e a chuva cai sem piedade na janela do quarto.
Não sei o que fazes em noites como esta. Sei apenas que foi naquele beijo em frente ao Tejo que fiquei com o teu nome na boca. Voltarei a dizê-lo agora durante o meu sono. Tivesse eu a capacidade de viver a dormir e era lá que te teria.




Nem o tempo vai chegar
P'ra dizer o quanto eu sinto
Você longe de mim
É uma especie de dor


Rodrigo Leão



Foto: Graça Loureiro

22 comentários:

S. disse...

...pesa sempre mais o que não se disse, o que não se ouviu, o que não se sabe...pesa tanto o que não se sabe...I used to live alone before I knew you...

Obrigado pela visita :)

Queen Frog disse...

...o eu adoro esta música de Rodrigo Leão!

Tá tão lindo este post, menina!
Diz-me tanto, tanto...ainda por cima nesta noite de chuva imensa.

Beijinhos

Bruna Pereira disse...

O Tejo tem potencialidades imensas!
A ver se passas por cá....

:D

Andreia Ferreira disse...

Bruna: Continuo a preferir o Douro :)
A menina é que vem à Póvoa e nem faz uma paragem pelo Porto. Imperdoável! Mas sim, quero ir a Lisboa em breve. O Hard Rock aguarda-nos :D Kiss

Queen Frog: Ohhhh... obrigada menina :) Mas ainda bem que o sol parece querer estar a voltar agora de manhã que eu já não me aguento... :D Beijinho!

S.: É verdade. Pesa mesmo... Ainda assim dá esperanças... Obrigada eu :) Beijinho

Vanessa disse...

(...)

sem palavras.

*

Andreia Ferreira disse...

Vanessa: como eu fico às vezes com aqueles olhos azuis... :D (a chuva voltou...) Beijinho

Canelita disse...

Sai deliciada dum outro lugar, para cai aqui e me voltar a deliciar com as tuas palavras...sempre doces.
A foto é linda...hipnótica!
E...bem, sempre é bom ter aquilo que nos ilumina a noite, mesmo que a viver nos nossos sonhos!
Beijinhos cheios de risos!:D

Por entre o luar disse...

Adorei tudo pa variar:)

O amor é tão lindo..:D

beijinho e sorriso mega:D

Vertigo disse...

Ouch**

(doeu(lhe),esta)

;)

JFDourado disse...

E ainda fascinado pela magia do concerto deparo-me com estas palavras tão belas…

:)

Andreia Ferreira disse...

jfdourado: concerto? obrigada :)

Vertigo: continua a doer... :) Beijinho menina!

Por entre o luar: é a única coisa que faz a vida valer a pena... Beijinho grande

Canelita: I guess so... Mas acordar para a realidade, assim, às vezes custa mais... mas pronto, sejamos positivos! Beijinho grande borboleta!!! :) *

JFDourado disse...

sim, fui ao concerto do Rodrigo Leão na segunda-feira passada, na casa da música.

:)

Sonhos e Devaneios disse...

Oi estou a conhecer este lindo lugar pela primeira vez e fiquei encantado. Belas palavras...parabens
joao

Andreia Ferreira disse...

Sonhos e devaneios: olá joão. Sê bem vindo então :) Beijinho.

jfdourado: percebo o fascínio. Vi-o no outro dia em Aveiro e desde então ele nunca mais saiu do meu MP3 :) *

CNS disse...

Tu sopras poesia, Andreia...

Spectrum disse...

Adoro ler-te.
Beijo

verdades_e_poesia disse...

Palavras bonitas e românticas... ;) Beijos Andreia

Anónimo disse...

Em frente ao Douro os beijos têm outro sabor, carago...
Bfs, beijinhos.

Miguel Barroso disse...

um leão dourado num blog fresco

Andreia Ferreira disse...

Miguel: Fresco? hmmm.. interessante :) Bj *

Anónimo: Temos um tripeiro(a)? Concordo. Não há outro rio como o Douro! :) Beijo.

Verdades_e_poesia: :) Beijinho.

Spectrum: Obrigada :) Bj. *

CNS: Que seja então um sopro quente! Obrigada querida :) Beijinho

Eyes wide open disse...

Lindissima manifestação de afecto.

*

Mateso disse...

A chuva, o Tejo, o beijo...as palavras semeadas em sentir!
Bj.

Arquivo do blogue