'Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! E eu acreditava. Acreditava porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis'

27 novembro, 2007

Perfect Day (It was)



era sempre nestes dias que ela ficava assim. e ia buscar o cd deles. das poucas recordações que ainda tinha dos dois. deu-o a ela numa das poucas (sim, via agora que foram poucas, cada vez menos) viagens que fizeram juntos. era noite. escurecia também já o coração dele. só ela não percebia. ela que agora colocava cuidadosamente o cd no computador. a sua única companhia. que a noite fria estava lá fora e não a ouvia chorar em silêncio.
tinha medo de recordar mais uma vez e de apagar mais um bocadinho. de se apagar.
- cor-de-rosa.
disse-lhe ele uma vez. assim era o amor deles. ela tinha dito vermelho. estavam num café antigo da cidade e ela tinha dito vermelho porque se apaixonou em 10 minutos (como ela se queria apaixonar em precisamente 10 minutos só mais uma vez). mas sim, era cor-de-rosa. e aquele um dia perfeito.
como ela queria voltar àquele início de outono, àquele fim de noite, de passeio, de sonho. como ela queria não ouvir o cd deles que continua a tocar no cinzento computador que ela tem agora à sua frente. apenas. o cinzento.


Just a perfect day,
Drink sangria in the park,
And then later, when it gets dark,
We go home.
Just a perfect day,
Feed animals in the zoo
Then later, a movie, too,
And then home.


[Lou Reed]




[Foto: Lilya Corneli]

19 comentários:

Vertigo disse...

Que texto tão doce,menina :)

Quanto à música,essa,é uma das minhas,inesquecíveis***

Beijinhos

PJ: disse...

Nostálgico, como por vezes é a vida.

Beijos,

Pedro José :)

Cometa 2000 disse...

muito bonito o texto e ligação à fotografia.

:)

Flávia Vida disse...

triste é o fim de dias perfeitos. e mais triste ainda é saber que nunca são [e nunca serão] infindáveis como deveriam de ser...

[tristes. e profundas. e lindas estas suas palavras]

beijos beijos beijos
;***

Vanessa disse...

Huuuummmmm... gosto de te ver de vermelho. Vermelho vivo. Aquele dos dias perfeitos. Aquele que eu sei que tu até usas... Para fazer mais vivo e bonito e inesquecível e perfeito e tudo e tudo um dia que é apenas cor-de-rosa quase a fugir para o cinzento (mas já de si bonito, diga-se!)... :)

Beijooooo*

Vanessa disse...

GOD! Deve ter sido o meu comentário mais confuso de todos os tempos! :s Ahahahhah! Sorry! :D *

You know what I mean, right? :p

Por entre o luar disse...

Minha doce menina dos olhos de água:) Sempre surpreendente nestes seus textinhos:* Gostei muito:P

Um beijnho grande*

© Piedade Araújo Sol disse...

vim aqui guiada pelo blogue das artes.este texto está muito bom...

Andreia Ferreira disse...

Piedade Araújo Sol:
Bem-vinda então. E obrigada! :)

Por entre o luar:
São mesmo textinhos. Quinininhos! :) :) Beijinhooooo

Vanessa:
I guess I do :s ... Mas olha que para mim os dias perfeitos não são vermelhos... :) Kiss!

Flávia:
É triste, mas ao mesmo tempo é tão bom saber que eles existem! Um beijinho grande para ti, menina sempre tão querida!

Cometa 2000:
Ohh... Obrigada! Beijo.

PJ:
Gosto de momentos nostálgicos. Acho que eu própria sou um bocadinho nostálgica... Beijinho!

Vertigo:
Também gosto tanto tanto tanto desta música! :) Beijinhooooo

Huckleberry Friend disse...

São entradas como esta que just keep me hanging on!

Huckleberry Friend disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tinta no Bolso disse...

oh such a perfect day

tão simples, tão simples

and yet...

PostScriptum disse...

A nostalgia a impor a beleza ao texto, A.?
Não é a dor que potencia um criar quase delirante, hipnótico? A arte é também feita de dor.
Beijo, menina de olhos d´água.

Andreia Ferreira disse...

Postscriptum:
Confesso que este comentário me deixou desconcertada, por quase não percebe-lo... Sim, a arte é feita de dor. Também de nostalgias, de alegrias. De sentimentos em suma. Este texto não é excepção. E neste caso nem se trata apenas de nostalgia...
Beijo!

Tinta no bolso:
E não são sempre as coisas mais simples as mais bonitas? :) Welcome!!

Huckleberry Friend:
:) ***

~pi disse...

Feed animals in the zoo
Then later, a movie, too,
And then home.

.amén.

Abssinto disse...

auch...

E que canção inspiradora, de facto.

Por entre o luar disse...

Tenho saudaditas de textos novos:(

Um sorriso e mil beijinhos:)

Andreia Ferreira disse...

Por entre o luar:
Tão querida, sempre! :) Deve estar para breve!! ;) Um abraço grande grandi!!

Abssinto:
É não é? Quero um perfect day!! :D

~PJ:
Amém. E está tudo dito :)

Beijinhos a todos!!

Vanessa disse...

Hummmm... gosto assim como está! Grande foto ali em cima! Como sempre, aliás... :)

*

Arquivo do blogue